(27) 3045-7773 | 99743-6786

contato@gestavida.com.br

Raquel

 

Eu sempre sonhei em trabalhar e malhar até o final da gravidez e acredito no parto normal como o melhor para mãe e para o Bb.

Por isso me preparei desde o início da gravidez com uma médica maravilhosa Dra Maria Angelica, a Doula perfeita Thais, a melhor Personal do mundo Julia e o mais importante, meu marido Leon lindo que engravidou junto e acreditou que isso era o melhor para gente.

 

Durante a Gestação quando estava com 32 semanas, iniciando o 8 mês, vimos no ultrassom que Francisco estava na posição pélvica, eu fiquei triste e ao mesmo tempo percebi que não estava sozinha para tomar decisões, pois a partir de agora o Francisco também participaria das decisões. Como mãe fiz tudo que estava ao meu alcance, dei cambalhota na piscina com minha irmã, fiquei de quatro, de cabeça para baixo, fiz moxa, acupuntura com Léo e conversei muito com Francisco. E ele seguiu meus conselhos.

Com 34 semanas já estava encaixado. A partir desse dia ganhei força e a certeza que conseguiria ter o parto natural, humanizado.

Pelos relatos que li acreditava que o Francisco avisaria a hora de nascer, que teria os pródomos (contrações irregulares), que perderia o tampão mucoso, que depois começariam as contrações ritmadas de 20min, 10 min, que a bolsa iria romper e assim por diante.

Então com toda tranquilidade eu trabalhei na Vale e treinei na Wellness com a Julia até um dia antes do Francisco nascer.

Então as 4h da manhã da quarta-feira dia 09/12 eu comecei a sentir contrações e elas já eram ritimadas a cada 3 min. Ou seja, já estava em trabalho de parto ativo. Nada de pródomos, nada de tampão mucoso ou bolsa rompida.

 

O Leon ligou para médica Dra Maria Angélica e para Thais.

Fiquei no chuveiro do nosso apto por 40 min para ver se as contrações se espaçavam, mas as contrações continuavam INTENSAS.

 

Então colocamos as coisas na mala para levar à maternidade. Nesse meio tempo a Thais e disse para irmos para o Hospital Apart para evitar o trânsito da ponte as 7h/8h da manhã.

Então chegamos no Apart e logo depois chegaram a Thais e a Dra Maria Angélica.

Lá eu perdi o tampão mucoso e o toque deu que já estava com 7cm de dilatação. Caminhei no hospital e fui para banheira, pois lá eu relaxava. Eu literalmente dormia entre uma contração e outra. Na banheira minha bolsa rompeu (como estava na banheira não senti nada) e fiquei até ter 10cm de dilatação. Nessa hora Dra Maria Angélica disse para fazer força de cócoras, então sai da banheira e fui para o banquinho. Leon me abraçou por trás e a médica sentou no chão à minha frente. Lá fiz força até sentir o círculo de fogo e a cabeça do Francisco saindo, pedi para minha médica ajudar, mas ela disse que eu tinha que fazer mais força, e assim fiz força até ter nosso filho no colo as 10:51 da manhã.

Durante todo o tempo eu urrava de dor sentindo meu quadril se abrindo, devo ter acordado os vizinhos e acho que todo mundo do hospital me escutava. Posso falar que subestimei a sensação do parto. Mas sempre tive ao meu lado pessoas que me apoiavam e diziam que eu era capaz, que aquela sensação era passageira, que eu não precisava de analgesia, que ia passar e que eu estava preparada. É um momento de muita emoção e da certeza que todo esforço por um parto humanizado sem analgesia valeu a pena. Sentimos o cordão umbilical do Francisco ainda bater e quando parou o papai Leon cortou o cordão e o trouxe para nossos braços. Francisco já foi colocado diretamente no meu peito e já mamou de forma mágica. Vimos que de modo raro ele conseguiu dar um nó no seu cordão umbilical e graças a Deus isso não afetou em nada seu desenvolvimento. Eu tive períneo íntegro graças as massagens feitas durante o período final de gestação com o Leon, Thais e Leticia.

Em uma única palavra descrevo meu parto como INTENSO.

Fico feliz em compartilhar esse momento, pois sei que damos conta disso e de muito mais. E o mais importante é sabermos que cada um tem seu limite, cada vida segue um caminho, então não existe certo e errado, apenas devemos seguir o nosso coração.

Gesta Vida

 

Em 2009 surgiu o Programa GestaVida, um plano de exercícios específicos para gestantes, orientações e acompanhamentos no parto como Doula, independente da via de parto.

De lá pra cá, o projeto conquistou a confiança de mais de 500 gestantes que reconhecem que os exercícios são uma oportunidade para viverem uma gestação saudável e ativa, com informação e orientação.

 

 

 

Fale Conosco

27 3045-7773  / 27 99743-6786

contato@gestavida.com.br

 

Copyright @  2016 Gesta Vida. Todos os direitos reservados